Dicas para prevenir o ataque de pulgas

O problema com pulgas é a principal queixa dos tutores nas clínicas veterinárias do Brasil, isso ocorre, pois, por se tratar de um país tropical oferecemos um ambiente perfeito para elas, que gostam de umidade e calor. Além da coceira convencional, as pulgas podem transmitir diversas outras doenças para os cães, desde alergias a doenças infecciosas. Por isso é tão importante cuidar para que esse parasita minúsculo não se transforme em um problema enorme.

Pensando nisso, separamos então algumas dicas para prevenir o ataque de pulgas no seu cão.

 

ANTIPULGAS

Um dos métodos mais eficazes para tratamento, prevenção e controle de pulgas, são os medicamentos também chamados de antipulgas. Existem três formas de aplicação, que são: Pour On, as coleiras, e os comprimidos.

Pour On

É o método no qual o medicamento é aplicado sobre a extensão da pele do animal geralmente na região do pescoço, as vantagens desse método incluem a facilidade de aplicação e a segurança, já que o produto não chega à corrente sanguínea do animal. As desvantagens incluem a possível irritação no local da aplicação e a redução da concentração do produto, decorrente de banhos semanais, sendo assim deverá ocorrer à reaplicação do produto.

Coleiras

A principal vantagem do método de coleira é a segurança do pet, isso, pois não há absorção do produto na pele do animal, além disso, ela conta com um longo efeito, não sendo necessária a reaplicação do medicamento, as desvantagens incluem o risco de enforcamento, caso o animal prenda a coleira em algum lugar, por isso é importante procurar coleiras que tenham trava de segurança, para evitar qualquer tipo de acidente, além disso, um dos riscos é a intoxicação por ingestão, sendo assim procure por marcas que certifiquem que não liberam substâncias ativas em contato com água.

Comprimidos

A principal vantagem dos comprimidos é a fácil administração, o longo efeito também é uma vantagem. As desvantagens incluem interação com outros medicamentos, caso o seu animal faça uso de algum outro, por isso é importante ficar atento aos medicamentos administrados ao seu animal, é importante atentar também a uma possível alergia do animal as picadas das pulgas, pois o medicamento oral não impede que as pulgas o piquem apesar de matar o parasita rapidamente.

ATENÇÃO! Consulte sempre um veterinário para ter certeza qual é o melhor tipo e se o seu animal está apto a utilizá-lo.

 

CUIDE DO AMBIENTE

Além de cuidar do seu animal, é importante o cuidado com o ambiente que ele vive isso, pois, as pulgas não se alojam apenas no animal, mas também em tapetes, frestas dos pisos, cobertores, rodapés, sofás, cantos com acumulo de poeira e até na grama. Em geral, quando não há infestação, apenas manter a limpeza do ambiente, aspirando cantos e frestas já é o suficiente, mas em casos de infestação, cabe à dedetização do ambiente, é necessário atentar para o inseticida ser eficaz para matar as pulgas desde a fase de pupa (quando ainda não são adultas). Além disso, verifique se não é preciso deixar o animal fora do ambiente dedetizado por um período para não correr o risco de intoxicação.

 

CUIDE DOS ACESSÓRIOS

Além do ambiente, os acessórios do Pet também necessitam de cuidados, como por exemplo, caminhas, cobertas, roupas, toalhas, pentes e escovas do animal precisam ser lavados com água quente e sabão e se possível expostos ao sol.

 

Referência: Revista Cães&Cia, ed.472, pág. 20.

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.